LIGUE AGORA
(77)
3451-2256
LIGAMOS
PRA VOCÊ
Rua Simões Filho, nº 21, Centro, Guanambi - Bahia
HOME SOBRE NÓS INFORMATIVO IMÓVEIS FALE CONOSCO
Encontre aqui lotes, casas, apartamentos, sítios e muitas oportunidades imperdíveis
Quero Comprar
Quero Alugar
Valor entre: R$
a
 
Você está navegando em
Home / Informativo / Veja 12 materiais e produtos ecológicos
Veja 12 materiais e produtos ecológicos
13/05/2013   
 
Se você vai reformar a casa, nada melhor do que usar materiais sustentáveis. Eles fazem com que haja redução do impacto da construção civil no meio ambiente, diminuindo a poeira e o ruído, além de, muitas vezes, ajudar com o controle do desperdício gerado pelo uso inadequado de materiais.

Para que você escolha os produtos certos, é importante fazer uma pesquisa prévia procurando por aqueles que possuem selos que atestem o seu aspecto ecológico. “O Brasil já percebeu que ter credibilidade neste assunto é importante e, por isso, algumas empresas passaram a trabalhar na certificação desses materiais”, diz Luiz Henrique Ferreira, diretor da Inovatech e consultor da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) para projetos sustentáveis.

Telhado com isolamento térmico

A impermeabilização de superfícies e a utilização de revestimentos de tonalidade escura, que retêm calor, contribuem para a alteração do microclima local, fenômeno conhecido como efeito de “ilha de calor”. Por isso que o uso de telhados frios é mais sustentável, visto que ele ajuda a diminuir a demanda do ar condicionado e, consequentemente, a reduzir o consumo de energia elétrica. O revestimento elastomérico para telhado da Dow reduz a temperatura interna do ambiente em até 5°C e a externa em 20°C, pois forma uma membrana protetora aos raios solares.

Elastopor

Outra solução para o isolamento térmico é a espuma rígida feita com poliuretano da BASF. Ela pode ser usada tanto em telhados, como na fachada da casa, ajudando, ainda, na redução do consumo de energia.

Torneira temporizada

A redução do consumo de água deve ser sempre priorizada. E isso pode ser feito por meio da utilização de metais hidrossanitários eficientes”, diz Ana Limongi, diretora Técnica da OTEC. A torneira temporizada, por exemplo, possui sistema de desligamento automático, contribuindo para a redução do consumo do líquido, pois evita que a torneira permaneça aberta quando não está em uso ou fique pingando por não estar adequadamente fechada. A Docol Metais Sanitários lançou recentemente duas linhas de metais economizadores de água para uso residencial.

Descarga com acionamento duplo

Outra solução neste sentido é a descarga com acionamento duplo, que possibilita ao usuário a escolha da vazão de água, permitindo o acionamento parcial ou total do sistema. A Válvula de Descarga Salvágua, também da Docol, se adequa à necessidade de uso para líquidos (cerca de 3 litros) ou para sólidos (cerca de 6 litros). Ao utilizar este acabamento, o consumo de água diminui em até 30%.

Coletores solares para o aquecimento da água

A instalação de um sistema de aquecimento solar em uma residência pode reduzir em até 30% a conta de energia em comparação com os gastos de chuveiros elétricos convencionais. Os coletores solares 3000 e 4000, da Bosch, têm classificação "A" do Inmetro, além do Solar 4000 possuir vidro temperado solar, o que gera mais absorção da radiação solar. Outra boa notícia: cada m2 de coletor evita a emissão anual de 1.000 kg de CO2 na atmosfera.

Placas fotovoltaicas

Para que você possa usar energia solar em casa é preciso que você tenha um painel com esta tecnologia. O produto da Bosch tem potência acima de 240Wp e durabilidade de pelo menos 25 anos. “Observar a vida útil prevista do produto é muito importante, pois pode evitar sua substituição frequente, o que causa impactos relacionados à extração de matéria-prima, fabricação, transporte e descarte”, explica Ana Limongi, da OTEC. Além disso, os coletores fotovoltaicos podem ser uma boa forma de diminuir a conta de luz, já que eles se conectam à rede da concessionária elétrica, o que garante bônus para os usuários.

Pisos recicláveis

Esta é uma solução que vem crescendo no Brasil. A Pisada Pneu Tipo Feijão Marrom, da Leroy Merlin, por exemplo, é confeccionada com borracha de pneu reciclado, sendo durável e resistente. Ela substitui a utilização de troncos de árvores para a formação de caminhos, além de proporcionar um acabamento decorativo para a casa.

Telha de fibra vegetal

Para que um produto seja considerado ecológico é preciso que se leve em conta, também, o seu descarte. A Telha Onduline da Leroy Merlin é um exemplo disso. Ela usa fibras vegetais e é livre de amianto, podendo ser descartada em aterros sanitários ou industriais, já que não agride o meio ambiente. Além disso, o seu processo de fabricação obedece a conceitos de equilíbrio ambiental e sustentabilidade, visto que toda a água utilizada na sua produção é reaproveitada, segundo a empresa.

Duplo T20

Essa é outra alternativa que usa borracha reciclada feita de pneu. A solução criada pela Aubicon recicla quatro pneus a cada 1 m², podendo ser usada, também, dentro de casa. As peças são intertravadas e criam diversas paginações. Conta com 10 cores diferentes.

Decoração com pastilhas

Ainda na linha dos materiais reciclados, a novidade da Atlas é a linha Suprema REC 65. Os quadradinhos de porcelana e revestimento cerâmico são feitos com 65% de material reciclado. São 20 cores diferentes, sendo indicadas para ambientes internos e externos, pisos e paredes.

Tinta com baixa concentração de compostos orgânicos voláteis

Para as paredes, existem as tintas, resinas, selantes, adesivos e vernizes que priorizam o baixo índice de COVs, relevante poluenteatmosférico. Por isso, a empresa Tintas Inquine lançou o Dialine Esmalte Premium Base Água, que é desenvolvido à base de água e não utiliza solvente para diluição. É indicado para madeiras, metais ferrosos, galvanizados, alumínio e PVC. “Mas preste atenção na sua utilização, pois de nada adianta você optar pelo uso desse produto em locais que precisam de retoques constantes. Isso faz com que a solução ecológica não tenha o desempenho esperado”, salienta Luiz Henrique Ferreira, da Inovatech.

Lâmpada de led

Ela já é conhecida, mas vem se atualizando a cada ano. Considerando o rendimento equivalente ao de uma lâmpada convencional, a lâmpada de led apresenta um consumo de energia muito inferior. Em relação às lâmpadas fluorescentes, tem, ainda, a vantagem de não utilizar mercúrio em sua composição”, salienta Ana Limongi. A Lâmpada Vision Led 9W é a opção da Philips. Ela proporciona uma economia de até 80% de energia e dura até 25.000 horas.


Fonte: Exame.com
 
 
Untitled Document
 
Acesso rápido
Imóveis venda
Imóveis aluguel
 
Rua Simões Filho, nº 21, Centro, Guanambi - Bahia
fone: (77) 3451-2256 / [email protected]